Edital Novos(as) Estudantes - #VEMPROCONSERVA
Edital - Bolsa Performance - Vagas Remanescentes

Turma do Curso de Teatro Juvenil do Conservatório de Tatuí é selecionado para o Festival ‘Vamos que Venimos’

Criado em 2018 por quatro artistas educadores e produtores independentes do ABC Paulista, o Festival de Teatro Adolescente VQV visa intercâmbio e a formação de jovens produtores culturais

Turma do Curso de Teatro Juvenil do Conservatório de Tatuí é selecionado para o Festival ‘Vamos que Venimos’

23/09/2022

Estudantes do segundo ano do curso de Teatro Juvenil do Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria de Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerida pela Sustenidos Organização Social de Cultura e considerada a maior escola de música e artes cênicas da América Latina – estão entre os onze trabalhos selecionados para participar do Festival de Teatro Adolescente VQV: “Vamos que Venimos”, que será realizado de 2 a 6 de novembro, no Sesc Santo André. O grupo apresentará “Refletir-se”, exercício cênico baseado no conto “Espelho”, de Guimarães Rosa.

De acordo com as professoras Adriana Afonso e Erica Pedro, o trabalho traz um questionamento sobre o mistério que existe no reflexo – de si mesmo e dos outros: “Existe um eu por trás de mim?”. Com classificação indicativa livre, a criação tem 40 minutos de duração e é produzida pelas estudantes Ana Clara Inácio de Camargo, Ana Júlia Oliveira, Carla Takenaka, Gabriela da Silva Corrêa, Lívia Romualdo Prates, Loise Bianka Gamarelle e Sarah Beatriz Revoredo.

O Festival VQV surgiu em 2018, por iniciativa de quatro artistas educadores e produtores independentes do ABC Paulista, que estabeleceram parcerias institucionais e inseriram o Brasil, em especial a cidade de Santo André, nesta rede. Segundo eles, buscando contribuir para o preenchimento de uma lacuna da formação artística e social do público jovem de identidade latino-americana. Desde então, o festival estabeleceu relações com diversas instituições do segmento, inclusive com o Conservatório de Tatuí.

“O VQV surgiu na Argentina e tem representações em outros países da América Latina. No Brasil, o núcleo fica em Santo André. Eles já foram nossos parceiros na Mostra de Artes Cênicas do ano passado, quando contamos com a participação de representantes do Chile e Argentina. Foi muito importante essa participação, pois eles compartilharam a maneira de trabalhar deles que é tão peculiar: é um festival que discute o protagonismo dos adolescentes no fazer teatral. Esse ano, na retomada do Fetesp, convidamos os organizadores do VQV Brasil como mediadores de todas as conversas, debates e apreciações dos espetáculos apresentados e fomos afinando essa parceria. No próximo VQV, o Conservatório de Tatuí também participará das apreciações e terá duas bolsas de produção para estudantes da instituição”, comenta o gerente artístico-pedagógico de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí, Antonio Salvador.

O Festival “Vamos que Venimos” é estruturado a partir de importantes princípios, entre eles: gratuidade para possibilitar o mais amplo acesso às atividades; caráter não competitivo em que se destaquem as potencialidades de cada trabalho; multiplicidade de grupos, com diferentes naturezas sociais e criativas, sejam ações institucionais ou independentes; geração de um espaço público formativo sem fins lucrativos; estabelecer uma rede de grupos jovens em toda a América Latina; manter parceria horizontal entre organizadores e participantes; ser um intercâmbio que possibilite a interação entre jovens; promover o exercício de escuta e a voz do pensamento jovem sobre todas as questões político-sociais atuais; valorizar a população jovem e incentivar o acesso aos bens culturais locais; propiciar o encontro entre pessoas de diferentes idades e procedências; gerar uma experiência de aprendizagem que possa ser multiplicada pelos participantes.

A partir de sua segunda edição, o VQV Brasil iniciou o projeto pedagógico “Produção Jovem”, voltado à formação de jovens produtores culturais por meio da prática em diversas áreas da produção do Festival. A comissão organizadora é formada por Amanda Tavares Dias, Arthur Hideki Okutani, Lígia Helena de Almeida, Paulo Gircys e Thaís Póvoa.

Agradecemos aos patrocinadores do Conservatório de Tatuí que apoiam nossas atividades via Lei de Incentivo à Cultura:

 

Patrocinador Safira: Nubank

Patrocinador Diamante: Instituto CCR e Sabesp

Patrocinador Ouro: CSN

Patrocinador Prata: Cipatex e Visa

Patrocinador Bronze: Faber Castell e Case IH (marca da CNH Industrial)

 

E aos que apoiam nossas atividades via verba direta:
Patrocinador Prata:
Eixo SP, Rodovias do Tietê

Patrocinadores Sustenidos: Nubank, VISA, Bradesco, CTG Brasil, CCR, Sabesp, Grupo Maringá, SulAmérica, Microsoft, Bayer, CSN, Novelis, Blau, Cipatex, Eixo SP, Rodovias do Tiête, Faber-Castell, WestRock, SKY, BTP, CNH Industrial, Supermercados Tauste e Castelo Alimentos.

Sobre o Conservatório de Tatuí: Fundado em 11 de agosto de 1954, o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí – ou apenas Conservatório de Tatuí (SP), como é conhecido internacionalmente – é uma das mais respeitadas escolas de música e artes cênicas da América Latina. Oferece mais de 100 cursos gratuitos nas áreas de Música Erudita (instrumentos, canto e regência), Música Popular Brasileira, Artes Cênicas e Luteria. Atende aproximadamente 2 mil alunos anualmente, vindos de todas as regiões do Brasil e, também, de outros países, como Argentina, Chile, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos, Japão, México, Peru, Portugal, Síria, Uruguai e Venezuela. É considerado uma das mais bem-sucedidas ações culturais do Estado, oferece ensino de excelência, com a missão de formar instrumentistas, cantores, atores, regentes, educadores e luthiers de alto nível. Sua importância no cenário musical é tão acentuada que garantiu à cidade de Tatuí o título de Capital da Música, aprovado por lei em janeiro de 2007. A instituição é gerida pela Sustenidos Organização Social de Cultura.

Sobre a Sustenidos: A Sustenidos é uma organização referência na concepção, implantação e gestão de políticas públicas na área de educação musical. Atualmente, é gestora do Complexo Theatro Municipal e do Conservatório de Tatuí, além dos projetos especiais: Musicou, MOVE, Ethno Brazil e Imagine Brazil. De 2004 a 2021, também foi gestora do Projeto Guri, maior programa sociocultural brasileiro. Eleita a Melhor ONG de Cultura em 2018, a Sustenidos conta com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, de prefeituras, empresas e pessoas físicas. As instituições interessadas em investir na Sustenidos podem contribuir por verba livre ou através das Leis de Incentivo à Cultura (Federal e Estadual). Pessoas físicas também podem ajudar de diferentes maneiras. Saiba como contribuir no site da Sustenidos.


Conservatório de Tatuí