Institucional 2
Banner Institucional 1

Conservatório de Tatuí apresenta a ópera brasileira ‘A Noite de São João’

Primeira ópera escrita em língua portuguesa por um brasileiro e estreiada do Brasil, com música de Elias Álvares Lobo e libreto de José de Alencar, foi reconstituída e será apresentada nos dias 6 e 7 de dezembro, no Teatro Procópio Ferreira, em Tatuí, com entrada gratuita

Conservatório de Tatuí apresenta a ópera brasileira ‘A Noite de São João’

05/12/2022

O Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerido pela Sustenidos Organização Social de Cultura e considerada a maior escola de música e artes cênicas da América Latina – apresenta a ópera “A Noite de São João”, do compositor ituano  Elias Álvares Lobo com libreto de José de Alencar. Primeira ópera brasileira escrita em língua portuguesa por um brasileiro, a obra foi reconstituída e será apresentada nos dias 6 e 7 de dezembro, às 20h30, no Teatro Procópio Ferreira. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser adquiridos pela plataforma virtual INTI ou na bilheteria do teatro, aberta de terça a sexta, das 13h às 16h e das 17h às 20h.

 

Rio de Janeiro, 1945. É noite de São João, noite de festa. As moças e os rapazes solteiros esperam encontrar um grande amor. Inês admira a festa de longe, pedindo a São João que a livre do convento, pois seu coração já foi entregue a outro. Carlos observa a prima sem que ela o veja e, sabendo que ela vai para o convento, planeja ser soldado e morrer servindo a pátria. Aparece Joana, uma velha cigana pobre. Inês a vê e oferece ajuda. Elas falam da festa e a velha cigana ensina uma simpatia de amor. À meia-noite, Inês deveria ir sozinha ao jardim e, de joelhos, colher um raminho de alecrim para plantá-lo ao relento. Se o raminho florescer, seu amor será correspondido.

A reestreia conta com Orquestra Sinfônica e Coro do Conservatório de Tatuí e os solistas Flavia Albano, Cecília Massa, Luciano Botelho e Isaque Oliveira. Também participam grupos de violão, viola caipira e artes cênicas do Conservatório. Direção cênica e artística de Rosana Orsini Brescia, direção de Coro de Marcos Baldini, direção musical e regência de Emmanuele Baldini.

Reconstituição

 

Escrita por volta de 1857, a obra foi executada pela primeira vez em 1860, na presença dos imperadores do Brasil. Mas a partitura orquestrada se perdeu, restando apenas um manuscrito de acompanhamento para piano. Este valioso documento foi cedido por Luis Roberto de Francisco, diretor do Museu da Música de Itu, ao maestro Emmanuele Baldini, regente titular da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí. Ali nascia o projeto de reapresentar a ópera. O manuscrito foi entregue a Mateus Araújo, que fez a reconstituição e orquestração da obra, numa parceria do Conservatório de Tatuí com UFRJ e Funarte.

Segundo conta Mateus Araujo, a reconstituição envolveu uma intensa pesquisa. A vida de Elias Álvares Lobo, o contexto musical da época, as referências que o compositor tinha à época para se inspirar e o instrumental que era comumente utilizado no período. “Ainda que a redução para piano contenha apenas o essencial, a orquestração costuma agregar mais elementos conforme a disponibilidade e o melhor desempenho do colorido orquestral. O manuscrito de ‘A Noite de São João’ mostra alguns contracantos e as partituras da época revelam que outros poderiam ser agregados”, comenta.

 

“Por ocasião desse resgate tão importante para a música brasileira, decidimos relembrar mais uma notável figura do nosso panorama artístico. Os cenários e figurinos foram inspirados pela indescritivelmente bela e valiosa obra do estilista mineiro Alceu Penna, o pai da nossa alta-costura. Alceu, que incluía todos os anos no caderno ‘As Garotas’, da Revista Cruzeiro, entre 1938 e 1964, diversos modelos para a celebração das festas de São João, é, de forma indiscutivelmente brasileira, mais um exemplo do antropofagismo cultural que nos define, misturando a alta-costura da sua época com temas e materiais genuinamente brasileiros”, completa a diretora cênica e artística, Rosana Orsini Brescia.

 

Para o diretor musical, regente titular da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, Emmanuele Baldini, essa obra tem uma importância ímpar para a música brasileira e para a cidade. “Esta peça traz diversos elementos da cultura tradicional brasileira em sua temática, musicalidade e instrumentação, todos esses tão presentes e vivos no interior. Por todos esses motivos, trazer esta ópera para ser reapresentada em Tatuí, vizinha de Itu – cidade natal de Elias Lobo e guardiã dos manuscritos originais – é ainda mais significativo”, finaliza o maestro.

 

SERVIÇO

Ópera “A Noite de São João”

Data:  6 e 7 de dezembro, terça-feira

Horário: 20h30

Local: Teatro Procópio Ferreira
Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP

Entrada gratuita

Agradecemos aos patrocinadores do Conservatório de Tatuí que apoiam nossas atividades via Lei de Incentivo à Cultura:

Patrocinador Safira: Nubank
Patrocinador Diamante: Instituto CCR e Sabesp
Patrocinador Ouro: CSN
Patrocinador Prata: Cipatex e Visa
Patrocinador Bronze: Faber Castell e Case IH (marca da CNH Industrial)

E aos que apoiam nossas atividades via verba direta:
Patrocinador Prata:
Eixo SP, Rodovias do Tietê

Patrocinadores Sustenidos: Nubank, VISA, Bradesco, CTG Brasil, CCR, Sabesp, Grupo Maringá, SulAmérica, Microsoft, Bayer, CSN, Novelis, Blau, Cipatex, Eixo SP, Rodovias do Tiête, Faber-Castell, WestRock, SKY, BTP, CNH Industrial, Supermercados Tauste e Castelo Alimentos.

 

Sobre o Conservatório de Tatuí: Fundado em 11 de agosto de 1954, o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí – ou apenas Conservatório de Tatuí (SP), como é conhecido internacionalmente – é uma das mais respeitadas escolas de música e artes cênicas da América Latina. Oferece mais de 100 cursos gratuitos nas áreas de Música Erudita (instrumentos, canto e regência), Música Popular Brasileira, Artes Cênicas e Luteria. Atende aproximadamente 2 mil alunos anualmente, vindos de todas as regiões do Brasil e, também, de outros países, como Argentina, Chile, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos, Japão, México, Peru, Portugal, Síria, Uruguai e Venezuela. É considerado uma das mais bem-sucedidas ações culturais do Estado, oferece ensino de excelência, com a missão de formar instrumentistas, cantores, atores, regentes, educadores e luthiers de alto nível. Sua importância no cenário musical é tão acentuada que garantiu à cidade de Tatuí o título de Capital da Música, aprovado por lei em janeiro de 2007. A instituição é gerida pela Sustenidos Organização Social de Cultura.

Sobre a Sustenidos: A Sustenidos é uma organização referência na concepção, implantação e gestão de políticas públicas na área de educação musical. Atualmente, é gestora do Complexo Theatro Municipal e do Conservatório de Tatuí, além dos projetos especiais: Musicou, MOVE, Ethno Brazil e Imagine Brazil. De 2004 a 2021, também foi gestora do Projeto Guri, maior programa sociocultural brasileiro. Eleita a Melhor ONG de Cultura em 2018, a Sustenidos conta com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, de prefeituras, empresas e pessoas físicas. As instituições interessadas em investir na Sustenidos podem contribuir por verba livre ou através das Leis de Incentivo à Cultura (Federal e Estadual). Pessoas físicas também podem ajudar de diferentes maneiras. Saiba como contribuir no site da Sustenidos.

 

 

 


Conservatório de Tatuí
Site: VSEIS
Governo do Estado de SP