MOVE
Institucional 2
Banner Institucional 1

Coletivo Cê assume a coordenação da Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí em 2024

Pela primeira vez, a liderança da renomada Companhia de Teatro passa para as mãos de um grupo, inaugurando um novo marco artístico na história da instituição

Coletivo Cê assume a coordenação da Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí em 2024

O Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, gerida pela Sustenidos Organização Social de Cultura e considerada a maior escola de música e artes cênicas da América Latina – inova, mais uma vez, ao designar, no ano de 2024, a coordenação da prestigiada Cia. de Teatro ao Coletivo Cê, formado por ex-estudantes de Artes Cênicas do Conservatório e que hoje é reconhecido por suas criações, pesquisa e trajetória cênica exemplares. Esta decisão histórica representa a primeira vez que a liderança da companhia é confiada a um grupo de profissionais e não somente a uma única pessoa, modelo que era tradicionalmente praticado.

Até o ano 2022, a responsabilidade pela coordenação da Cia. de Teatro recaía sobre um professor e/ou artista, funcionário do Conservatório de Tatuí. No ano seguinte, em 2023, a tarefa foi assumida por uma atriz e diretora convidada, Miriam Rinaldi, também em um ato inaugural, sendo a primeira mulher a coordenar um Grupo Artístico da instituição, fundada há 69 anos. Para dar continuidade à proposta de, a cada ano, receber um(a) artista convidado(a) residente, agora o Coletivo Cê, composto por ex-estudantes do Conservatório de Tatuí, traz uma abordagem colaborativa e diversificada para liderar a Companhia.

De acordo com o gerente artístico-pedagógico de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí, Antonio Salvador, este novo modelo de coordenação promete trazer uma perspectiva fresca e inovadora, aproveitando a experiência e o conhecimento acumulado pelo Coletivo Cê ao longo de sua carreira. “A diversidade de habilidades e perspectivas, provenientes de diferentes formações desses e dessas artistas dentro e fora do Conservatório, promete enriquecer ainda mais a produção teatral da instituição. O Conservatório de Tatuí é conhecido por sua tradição na formação de talentos nas artes, e a escolha do Coletivo Cê para liderar a Cia. de Teatro reforça o nosso compromisso em impulsionar a inovação, a atualização constante e a excelência artística”, contou.

O gerente também afirma que a possibilidade de convidar para esta função uma referência artística de peso originária do próprio interior do Estado, reduz a concepção de que as grandes referências estão na Capital. “Neste caso, o Coletivo Cê tem sua sede em Votorantim, município vizinho de Tatuí. Esta também é a missão da BULI, nossa revista de artes cênicas, e do nosso Concurso Estudantil de Dramaturgia, que buscam destacar e estabelecer pontes entre as produções dos interiores do país e outros lugares – ambos em sua 3ª edição neste ano”, destaca.

O convite para a coordenação da Companhia surgiu após a notável participação do Coletivo Cê em duas ações da Área de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí: uma matéria realizada na primeira edição da BULI – Revista de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí, em 2022, e sua presença como convidados no 28º FETESP – Festival Estudantil de Teatro do Estado de São Paulo, com seu brilhante e premiado espetáculo 1989. Além disso, os laços previamente estabelecidos no Conservatório de Tatuí, onde os membros do grupo estudaram, contribuíram para essa oportunidade. Julio Cesar Mello, um dos integrantes do Coletivo, destaca a satisfação em retornar ao Conservatório: “É muito especial para nós voltarmos a esta instituição pela qual temos tanto carinho e apreço. Teremos a oportunidade de reencontrar antigos parceiros, alguns agora atuando como professores, e ex-alunos do Coletivo Cê, que antes participavam de cursos profissionalizantes de teatro ensinados por nós e hoje são alunos do Conservatório”, afirma.

Nessa nova jornada, o Coletivo Cê tem como objetivo não apenas manter a qualidade das produções teatrais, mas também explorar novas abordagens e estilos, proporcionando uma experiência enriquecedora para o público e os artistas envolvidos. “Este desafio será único, motivador e instigante. A oportunidade de instruir estudantes que querem se profissionalizar, nos possibilita a desempenhar um papel de relevância no cenário artístico local e nacional, colaborando ativamente para o crescimento e desenvolvimento das artes cênicas”, conclui Julio.

Inscrições abertas

O Conservatório de Tatuí está com inscrições abertas para o Processo Seletivo de Bolsistas para a Cia. de Teatro. Estudantes interessados(as) em integrar a Companhia na temporada 2024 podem inscrever-se até o dia 26 de janeiro por meio do formulário disponível no site do Conservatório de Tatuí. As vagas são para Bolsas Performance em Artes Cênicas destinadas a atrizes/atores, músicos e musicistas estudantes regularmente matriculados(as) na instituição, ou que tenham formação e experiência artística e técnica compatível com o grupo. Atualmente, o Conservatório de Tatuí conta com 10 Grupos Artísticos de Bolsistas, visando aprimorar a formação técnica e artística de estudantes em música e artes cênicas. Em 2024, as bolsas terão vigência de 4 de março a 20 de dezembro, oferecendo valores anuais de R$ 7 mil para grupos com seis horas semanais de ensaio e R$ 10 mil para grupos com nove horas semanais de ensaio. O processo seletivo inclui vagas para ampla concorrência e vagas exclusivas para estudantes de escolas públicas, pessoas pretas, pardas ou indígenas, trans/travestis e pessoas com deficiência. Para conferir os detalhes, acesse o edital.

Sobre o Coletivo

O Coletivo Cê é um grupo de artistas profissionais que possui uma trajetória de 14 anos. Ao longo desse período, o coletivo criou espetáculos e filmes autorais, que foram contemplados por editais públicos e premiados em festivais. Além disso, realizam também cursos de formação teatral, saraus, cineclubes e outras atividades em parceria com entidades públicas e privadas. O nome “Cê” reflete a transformação da língua portuguesa em sua utilização oral. A partir da expressão “vossa mercê” que evoluiu para “vosmecê” e posteriormente se tornou “você”, o termo simplificado “cê” surgiu. Essa palavra é amplamente utilizada, especialmente no interior de São Paulo, onde o coletivo fincou sua morada. Essa simples palavra carrega consigo a força de seu significado, relacionado à intimidade e verdade com o espaço e com o outro. O Coletivo Cê busca confrontar suas próprias urgências e revelar as lacunas existentes em sua relação com a história pessoal e coletiva. É por meio desse confronto que seu trabalho ganha forma e se desenvolve, buscando uma nova temporalidade e descobrindo maneiras de ser e existir no mundo por meio da arte. Por meio dessa abordagem, o coletivo encontra um espaço para florescer, cultivando um diálogo íntimo e verdadeiro com o público e com sua própria identidade artística.

Legenda:
Espetáculo “1989”, de Coletivo Cê, apresentado no 28º Fetesp (2023)
Foto: João Maria da Silva Júnior/Arquivo Conservatório de Tatuí

 

**

Sobre o Conservatório de Tatuí: Fundado em 11 de agosto de 1954, o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí – ou apenas Conservatório de Tatuí (SP), como é conhecido internacionalmente – é uma das mais respeitadas escolas de música e artes cênicas da América Latina. Oferece mais de 100 cursos regulares, livres e de aperfeiçoamento, todos gratuitos, nas áreas de Música Erudita (instrumentos, canto e regência), Música Popular Brasileira, Artes Cênicas e Luteria. Atende aproximadamente 2 mil alunos anualmente, vindos de todas as regiões do Brasil e, também, de outros países, como Argentina, Chile, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos, Japão, México, Peru, Portugal, Síria, Uruguai e Venezuela. É considerado uma das mais bem-sucedidas ações culturais do Estado, oferece ensino de excelência, com a missão de formar instrumentistas, cantores, atores, regentes, educadores e luthiers de alto nível. Sua importância no cenário musical é tão acentuada que garantiu à cidade de Tatuí o título de Capital da Música, aprovado por lei em janeiro de 2007. A instituição é gerida pela Sustenidos Organização Social de Cultura.

Sobre a Sustenidos: A Sustenidos é uma organização referência na concepção, implantação e gestão de políticas públicas na área de educação musical. Atualmente, é gestora do Complexo Theatro Municipal e do Conservatório de Tatuí, além dos projetos especiais: Musicou, MOVE, Ethno Brazil e Imagine Brazil. De 2004 a 2021, também foi gestora do Projeto Guri, maior programa sociocultural brasileiro. Eleita a Melhor ONG de Cultura em 2018, a Sustenidos conta com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, de prefeituras, empresas e pessoas físicas. As instituições interessadas em investir na Sustenidos podem contribuir por verba livre ou através das Leis de Incentivo à Cultura (Federal e Estadual). Pessoas físicas também podem ajudar de diferentes maneiras. Saiba como contribuir no site da Sustenidos.

Espetáculo “1989”, de Coletivo Cê, apresentado no 28º Fetesp (2023) Foto: João Maria da Silva Júnior/Arquivo Conservatório de Tatuí

Espetáculo “1989”, de Coletivo Cê, apresentado no 28º Fetesp (2023)
Foto: João Maria da Silva Júnior/Arquivo Conservatório de Tatuí


Site: VSEIS