Institucional 4
Institucional 3

Clube do Choro do Conservatório de Tatuí convida: ‘Choro das 3’

Formado por ex-alunas da instituição, o grupo fará um show gratuito na próxima sexta-feira, dia 12, às 17h, na Praça da Santa

Clube do Choro do Conservatório de Tatuí convida: ‘Choro das 3’

08/11/2021

O Clube do Choro do Conservatório de Tatuí tem a honra de receber o “Choro das 3”, grupo familiar, formado por ex-alunas da instituição e que há quase duas décadas dedica-se à música instrumental brasileira, arrebatando o público no Brasil e no exterior, nos palcos e nas redes sociais. O grupo fará um show gratuito na próxima sexta-feira dia 12, às 17 horas, na Praça Martinho Guedes (Praça da Santa) de Tatuí. O evento é uma iniciativa do Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, considerado a maior escola de música e artes cênicas da América Latina, em parceria com a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, e integra a programação do “Festival de Cultura” da Capital da Música.

O “Choro das 3” foi formado em 2002 pelo pandeirista Eduardo Ferreira e as filhas Corina (flauta e flautim), Lia (violão 7 cordas) e Elisa (bandolim, clarinete, banjo, piano e acordeão), e conta, atualmente, com 11 CDs gravados. Segundo as irmãs, tudo começou quando um professor voluntário começou a ensaiar um coral com a classe de primeiro ano primário onde Corina estudava, em sua cidade natal, Porto Feliz (SP).

“Fiquei encantada com o fato do professor tocar teclado. Eu adorava cantar, mas eu vi que o que eu queria mesmo era tocar um instrumento”, revela Corina no site oficial do grupo. Ela decidiu estudar flauta doce, animando o pai a comprar um pandeiro para se divertirem juntos. As irmãs mais novas logo aderiram e a brincadeira, em pouco tempo, se tornou profissão. A missão de pai e grande incentivador do grupo foi cumprida com muito amor, zelo e sensibilidade. Infelizmente, o grupo perdeu seu quarto integrante, Eduardo, em junho de 2020.

O Choro das 3 lançou seu primeiro CD em 2008 – “Meu Brasil Brasileiro”, pela gravadora Som Livre. O trabalho garantiu ao grupo o prêmio de Melhor Grupo de Música Popular da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). Outro momento especial da carreira ocorreu em 2011, na estreia das apresentações internacionais, quando as irmãs foram ovacionadas durante o Festival de Bandolins de Lunel, na França, onde mostraram a força do choro em um evento que reuniu instrumentistas de todo o mundo. De lá para cá, o Choro das 3 realiza anualmente uma turnê internacional para divulgar a música brasileira. Com a pandemia de Covid-19, as viagens foram adiadas por dois anos consecutivos. Mas a expectativa é de retomar o contato com público internacional a partir de 2022.

Em um momento tão atípico, o Choro das 3 continua em plena atividade, reinventando os encontros com seu público por meio da internet, especialmente em lives, realizadas às quintas feiras em seu canal no YouTube. O grupo também firma sua marca nas redes sociais, fortalecendo o contato com os fãs do Brasil e do exterior.

“Assistir ao vivo este grupo já consolidado, formado por ex-alunas do Conservatório de Tatuí, é certamente vivenciar o melhor de nossa música, linguagem, estilo. É cultura viva. Temos certeza dos benefícios e do grande incentivo que este show trará aos nossos alunos e alunas”, destaca Claudio Sampaio, coordenador pedagógico da Área de Música Popular do Conservatório de Tatuí, que abrange MPB/Jazz, Choro e Música Raiz.

SERVIÇO
Clube do Choro do Conservatório de Tatuí convida:
CHORO DAS 3
Corina Meyer Ferreira, flauta e flautim
Lia Meyer Ferreira, violão 7 cordas
Elisa Meyer Ferreira, bandolim, clarinete, banjo, piano e acordeão
Data: 12 de novembro de 2021, sexta-feira
Horário: 17h
Local: Praça Martinho Guedes (Praça da Santa) – Tatuí/SP
Evento gratuito

 

Patrocinadores Sustenidos: Microsoft e Visa
Apoio institucional: Instituto ACP
Parceiro internacional: JM International

Sobre o Conservatório de Tatuí: Fundado em 11 de agosto de 1954, o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí – ou apenas Conservatório de Tatuí (SP), como é conhecido internacionalmente – é uma das mais respeitadas escolas de música da América Latina. Oferece mais de 100 cursos gratuitos nas áreas de Música Erudita (instrumentos, canto e regência), Música Popular Brasileira, Artes Cênicas e Luteria. Atende aproximadamente 2.000 alunos anualmente, vindos de todas as regiões do Brasil e, também, de outros países, como Argentina, Chile, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos, Japão, México, Peru, Portugal, Síria, Uruguai e Venezuela. É considerado uma das mais bem-sucedidas ações culturais do Estado, oferece ensino de excelência, com a missão de formar instrumentistas, cantores, atores, regentes, educadores e luthiers de alto nível. Sua importância no cenário musical é tão acentuada que garantiu à cidade de Tatuí o título de Capital da Música, aprovado por lei em janeiro de 2007. A instituição é mantida pelo Governo do Estado de São Paulo e por empresas patrocinadoras, por meio de leis de incentivo fiscal, sob a gestão da Sustenidos Organização Social de Cultura.

Sobre a Sustenidos: Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização responsável pelos programas Projeto Guri, Som na Estrada, Musicou e MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange); pelos festivais Ethno Brazil e Imagine Brazil; além do Conservatório Dramático e Musical de Tatuí e do Theatro Municipal de São Paulo. No Projeto Guri desde 2004, é responsável pela gestão do programa de ensino musical no litoral e no interior do Estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm suporte fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.sustenidos.org.br/pessoa-fisica/