MOVE
2PSE 2024
Institucional 2
Banner Institucional 1

Conservatório de Tatuí abre inscrições para Cursos de Curta Duração em Música

A modalidade na área musical, terá aulas presenciais e serão ministradas durante o mês de abril

Conservatório de Tatuí abre inscrições para Cursos de Curta Duração em Música

21/03/2023

O Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerida pela Sustenidos Organização Social de Cultura e considerada a maior escola de música e artes cênicas da América Latina – abre inscrições gratuitas para dois Cursos de Curta Duração na Área de Música. As aulas serão presenciais, realizadas durante o mês de abril. As vagas são limitadas e os critérios de seleção variam. Confira!

 

CURSO DE CURTA DURAÇÃO
Tema: “Cordas dedilhadas antigas”
Com Guilherme de Camargo


O curso é direcionado às atividades musicais de criação e performance de áudio e vídeo, para instrumentistas, cantores, professores e compositores de diferentes vertentes musicais. Vamos trabalhar sobre a comunicação musical audiovisual do ponto de vista técnico, conceitual e estético utilizando ferramentas gratuitas disponíveis na internet. Vamos finalizar com uma exposição dos trabalhos dos alunos, no dia 17 de junho, que será realizada de forma híbrida no Conservatório de Tatuí, presencialmente para a comunidade e virtualmente para os participantes de outros lugares.
Informação importante: o curso é destinado a todas as pessoas que tocam instrumento de cordas dedilhadas, outros instrumentos e cantores, independentemente do nível. Para participar como aluno executante das master classes, é preciso enviar um vídeo para pré-seleção.

Guilherme de Camargo
Doutor em musicologia pela Universidade de São Paulo e graduado com os títulos de mestre em musicologia e bacharel em violão erudito pela mesma instituição. Vem se destacando como um dos mais importantes instrumentistas de cordas dedilhadas antigas do Brasil, levando às salas de concerto de todo o Brasil e do exterior a música para alaúde, teorba, guitarra barroca, viola de arame e guitarra romântica. Além de sua atividade como solista, é considerado o mais ativo instrumentista de cordas dedilhadas antigas em conjuntos ou orquestras no país, com trabalhos realizados junto à OSESP, ao Coro da OSESP, à Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e ao Coral Paulistano, entre outros. Suas apresentações já o levaram às salas de concerto da China, França, Espanha, Portugal, Finlândia, Bolívia, Argentina, Paraguai e Equador, além de todo o Brasil. Dono de uma discografia que inclui mais de uma dezena de títulos, dedica-se também ao ensino, em cursos regulares e em cursos de férias como o de Curitiba, Juiz de Fora e Brasília, e em oficinas e palestras por todo o Brasil.

Período do curso: 06 a 20 de abril de 2023
Aula presencial: Das 13h às 17
Local: Sala 26 – Unidade 2 do Conservatório de Tatuí (Rua São Bento, 808, Centro, Tatuí-SP)
Carga horária: 12h
Total de Participantes: 20
Público-alvo: Quaisquer instrumentistas de cordas dedilhadas independentemente do nível. Instrumentistas de outras áreas e cantores
Pré-requisitos: vídeo público-alvo
Critério de seleção: Ordem de inscrição
Prazo de inscrição: Até 30 de março de 2023 (Prorrogado até as 23h59 do dia 12/04)
Ficha de inscrição: https://bit.ly/Curso09-23

 

CURSO DE CURTA DURAÇÃO
Tema: “Ritmos da Cultura Pernambucana”
Com Negadeza

Um passeio pela Cultura Popular do Estado de Pernambuco: Coco de Roda, de Umbigada, Coco de Trupé, Maracatu, Ciranda, Frevo de Rua e de Bloco, Cavalo Marinho.

 

Iniciando seu trabalho solo, Negadeza trará em seu novo projeto influências regionais agregadas
a sons contemporâneos e eruditos, como sintetizadores, instrumentos de cordas friccionadas, flautas, sob a batuta do pandeirista, Marcos Suzano. Seu disco será gravado no Rio de Janeiro, ao lado de Carlos Malta (sopros), Lui Coimbra (violoncelo) e Guilherme Gê (sintetizadores) e contará com músicas autorais, além de uma faixa em homenagem a sua mãe, Aurinha do Coco e em homenagem ao brinquedo popular Cavalo-Marinho. Atuando há 25 anos no mercado musical,

Negadeza iniciou ao lado da sua vó, Selma do Coco, aos 12 anos, tocando mineiro. Com

o passar do tempo, explorou novos instrumentos percussivos, destacando-se no pandeiro. Hoje, Nega é uma das principais referências do pandeiro nacional, representando de forma ímpar as mulheres, o povo negro e os batuques da cultura popular pernambucana. Entre suas influências musicais, estão, seus pais, Aurinha do Coco e Zezinho; sua vó, Selma do Coco; os grandes mestres da cultura popular pernambucana; Jackson do Pandeiro; Luiz Gonzaga; Naná Vasconcelos; além dos brinquedos populares que sempre estiveram presentes em seu cotidiano. Durante sua trajetória, atuou ao lado de grandes nomes da cultura pernambucana, como: Naná Vasconcelos, Lenine, Josildo Sá, Mestre Galo Preto, Alceu Valença, Antônio Carlos Nóbrega, Maestro Spok, Silvério Pessoa, Claudionor Germano, Santanna O Cantador, Orquestra Sinfônica do Recife, Genival Lacerda, Dominguinhos, Chiquinha Gonzaga. No cenário nacional, tocou com Kátia de França, Amelinha, Belchior, Paulo Moura, Gilberto Gil, Geraldo Azevedo, Leila Pinheiro, Trio Nordestino, Vital Farias, Bule Bule, Xangai, Hermeto Pascoal, entre outros. Participou de diversos festivais nacionais e internacionais: North Jazz Fest (New Orleans), Perc Pan (Bahia), Eco Festival (Paulo Afonso/BA), 12º Prêmio Sharp de Música Brasileira, Música Nordestina (New York), Festival Lincoln Center (New York), Abril Pro Rock (Recife/PE), além de atuar nos principais palcos durante os ciclos culturais pernambucanos (carnavalesco, junino e natalino).  Negadeza busca dar continuidade às suas influências, criando uma identidade própria, utilizando toda bagagem adquirida em sua carreira associada a novas experiências musicais, atingindo novos públicos através da cultura popular e da inovação. E hoje, a Nagadeza reside no Rio de Janeiro e trouxe na bagagem os ritmos Pernambucanos.
Período do curso
: 14 e 15 de abril de 2023
Aulas presenciais: Sexta-feira e sábado, das 9h às 12h e das 14h às 17h
Local: Sala 10 – Conservatório de Tatuí (Rua São Bento, 415, Centro, Tatuí-SP)
Carga horária: 12h
Total de Participantes: 30
Público-Alvo:
Interessados(as) no tema
Pré-requisitos: Nível iniciante em Percussão
Critério de seleção: Ordem de inscrição
Prazo de inscrição: Até 11 de abril de 2023
Ficha de inscrição: https://bit.ly/Curso10-23

 

**

Sobre o Conservatório de Tatuí: Fundado em 11 de agosto de 1954, o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí – ou apenas Conservatório de Tatuí (SP), como é conhecido internacionalmente – é uma das mais respeitadas escolas de música e artes cênicas da América Latina. Oferece mais de 100 cursos regulares, livres e de aperfeiçoamento gratuitos nas áreas de Música Erudita (instrumentos, canto e regência), Música Popular Brasileira, Artes Cênicas e Luteria. Atende aproximadamente 2 mil alunos anualmente, vindos de todas as regiões do Brasil e, também, de outros países, como Argentina, Chile, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos, Japão, México, Peru, Portugal, Síria, Uruguai e Venezuela. É considerado uma das mais bem-sucedidas ações culturais do Estado, oferece ensino de excelência, com a missão de formar instrumentistas, cantores, atores, regentes, educadores e luthiers de alto nível. Sua importância no cenário musical é tão acentuada que garantiu à cidade de Tatuí o título de Capital da Música, aprovado por lei em janeiro de 2007. A instituição é gerida pela Sustenidos Organização Social de Cultura.

Sobre a Sustenidos: A Sustenidos é uma organização referência na concepção, implantação e gestão de políticas públicas na área de educação musical. Atualmente, é gestora do Complexo Theatro Municipal e do Conservatório de Tatuí, além dos projetos especiais: Musicou, MOVE, Ethno Brazil e Imagine Brazil. De 2004 a 2021, também foi gestora do Projeto Guri, maior programa sociocultural brasileiro. Eleita a Melhor ONG de Cultura em 2018, a Sustenidos conta com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, de prefeituras, empresas e pessoas físicas. As instituições interessadas em investir na Sustenidos podem contribuir por verba livre ou através das Leis de Incentivo à Cultura (Federal e Estadual). Pessoas físicas também podem ajudar de diferentes maneiras. Saiba como contribuir no site da Sustenidos.

 


Site: VSEIS