MOVE
2PSE 2024
Institucional 2
Banner Institucional 1

Clube do Choro do Conservatório de Tatuí recebe Henrique Araújo

Evento gratuito será nesta sexta-feira, 21, às 18h, no Espaço de Exposições do Centro Cultural de Tatuí

Clube do Choro do Conservatório de Tatuí recebe Henrique Araújo

21/10/2022

O Clube do Choro do Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria de Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerida pela Sustenidos Organização Social de Cultura e considerada a maior escola de música e artes cênicas da América Latina – realizará nesta sexta-feira, 21, apresentação gratuita com o artista Henrique Araújo, no Espaço de Exposições do Centro Cultural de Tatuí, às 18h.

Realizado pela Prefeitura Municipal de Tatuí, o evento faz parte do projeto ‘Clube do Choro convida’ que recebe artistas convidados(as) para participar das rodas de choro realizadas pelo Clube do Choro do Conservatório de Tatuí. A instituição segue ocupando mais espaços da Capital da Música em um intercâmbio cultural para apreciadores do gênero e o público em geral. O projeto reúne estudantes, artistas e admiradores do Choro para trocar informações, conhecimentos e estimular a prática.

 

Henrique Araújo Quarteto

Formado por Henrique Araújo (bandolim e cavaquinho), Xeina Barros (percussão), Marcelo Miranda (piano e violão) e Vanessa Ferreira (contra-baixo acústico), o quarteto tem por objetivo interpretar obras de músicos e musicistas afrobrasileiros(as). No repertório, o quarteto apresenta composições de nomes consagrados da música negra brasileira como Pixinguinha, Laércio de Freitas, Anacleto de Medeiros, além de apresentar composições dos próprios integrantes.

Henrique Araújo

Henrique é atual referência do cavaquinho e do bandolim no cenário musical do Brasil. Atua há mais de 15 anos como músico, integrando diversos grupos importantes e acompanhando nomes de destaque como: Nelson Sargento, Izaías Bueno de Almeida, Renato Teixeira e Zeca Baleiro, entre tantos outros. Há 12 anos acompanha a cantora Fabiana Cozza, com a qual gravou quatro discos e já se apresentou em diversos países como Moçambique, Cuba, Cabo Verde, Angola, EUA, França, Alemanha, Inglaterra, Espanha e Marrocos. Em 2018, lançou O Choro do Sertão, seu primeiro disco solo inteiramente dedicado às composições instrumentais de Dominguinhos. Assinou a co-direção musical, ao lado de Gian Correa, do disco Francineth & Batuqueiros e sua Gente, vencedor do Prêmio Profissionais da Música 2019, na categoria Samba. Atualmente é professor e fundador da Escola de Choro de São Paulo e professor da Escola de Música do Auditório do Ibiraquera. Henrique atua como diretor musical dos grupos Cordão Assim é que é e Batuqueiros e Sua Gente.  Integra os grupos Panorama do Choro Paulistano Contemporâneo, Hércules Gomes e Regional, Gian Correa Quinteto, além de acompanhar o compositor Douglas Germano.

Vanessa Ferreira

A baixista Vanessa Ferreira desenvolve seu trabalho com base no jazz e a música instrumental. Integra o Coletivo Laboratório Bastet, que investiga as diversas formas de improvisação livre oriundas da diáspora negra; faz parte da equipe de organizadores do Tiquatira Jazz Festival, que divulga a música instrumental autoral na região da Zona Leste de São Paulo.

Xeina Barros

Natural de Piracicaba, Xeina, ainda criança, já integrava o grupo de tambu “Batuque de Umbigada”. Hoje é considerada referência na percussão, tanto por sua representatividade feminina quanto pela excelência e pela personalidade impressas em seu estilo percussivo. Já se apresentou com artistas como: Cristovão Bastos, Pedro Amorim, Ronaldo do Bandolim, Nailor Proveta, Déo Rian, Toninho Ferragutti, Toninho Carrasqueira, Alessandro Penezzi, Monarco, Nelson Sargento, Sharon Jones, Drik Barbosa, Kiko Dinucci, Luedji Luna, Linn da Quebrada, Jup do Bairro, entre outros. Faz parte dos grupos Água de Vintém e Batuqueiros e sua Gente, integra a banda dos artistas Danilo Brito, Douglas Germano, Fabiana Cozza e As Bahias e a Cozinha Mineira.

Marcelo Miranda

Aos três anos de idade começou a se relacionar com a música através do cavaquinho. Aos seis anos passou para bateria e aos 11 anos se apaixonou pelo piano. A música sempre fez parte de sua vida por conta de seu pai, o músico Levy Ferreira de Miranda, fundador da renomada escola de música Groove, na qual, aos 15 anos de idade, Marcelo começou a dar aulas. Já acompanhou os artistas Elza Soares, Dominguinhos, João Bosco, Diogo Nogueira, Dudu Nobre, Mano Brown, Criolo, Marcelo D2, Iza, Mariana Aydar, Veronica Ferriani, Mariana de Moraes, Negra Li, Dona Inah e Leôncio Damacena. É também fundador e pianista da banda Sacatraca Sisinhô.

SERVIÇO
Clube do Choro do Conservatório de Tatuí convida Henrique Araújo

Data: 21 de outubro de 2022, sexta-feira
Horário: 18h
Local: Espaço de Exposições do Centro Cultural de Tatuí
Praça Martinho Guedes, 12, Centro, Tatuí-SP
Evento gratuito

 

Agradecemos aos patrocinadores do Conservatório de Tatuí que apoiam nossas atividades:

 

Patrocinador Safira: Nubank

Patrocinador Diamante: Instituto CCR e Sabesp

Patrocinador Ouro: CSN

Patrocinador Prata: Cipatex, Visa, Eixo SP e Rodovias do Tietê

Patrocinador Bronze: Faber Castell e Case IH (marca da CNH Industrial)

 

Patrocinadores Sustenidos: Nubank, VISA, Bradesco, CTG Brasil, CCR, Sabesp, Grupo Maringá, SulAmérica, Microsoft, Bayer, CSN, Novelis, Blau, Cipatex, Eixo SP, Rodovias do Tiête, Faber-Castell, WestRock, SKY, BTP, CNH Industrial, Supermercados Tauste e Castelo Alimentos.

 

Sobre o Conservatório de Tatuí: Fundado em 11 de agosto de 1954, o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí – ou apenas Conservatório de Tatuí (SP), como é conhecido internacionalmente – é uma das mais respeitadas escolas de música e artes cênicas da América Latina. Oferece mais de 100 cursos gratuitos nas áreas de Música Erudita (instrumentos, canto e regência), Música Popular Brasileira, Artes Cênicas e Luteria. Atende aproximadamente 2 mil alunos anualmente, vindos de todas as regiões do Brasil e, também, de outros países, como Argentina, Chile, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos, Japão, México, Peru, Portugal, Síria, Uruguai e Venezuela. É considerado uma das mais bem-sucedidas ações culturais do Estado, oferece ensino de excelência, com a missão de formar instrumentistas, cantores, atores, regentes, educadores e luthiers de alto nível. Sua importância no cenário musical é tão acentuada que garantiu à cidade de Tatuí o título de Capital da Música, aprovado por lei em janeiro de 2007. A instituição é gerida pela Sustenidos Organização Social de Cultura.

Sobre a Sustenidos: A Sustenidos é uma organização referência na concepção, implantação e gestão de políticas públicas na área de educação musical. Atualmente, é gestora do Complexo Theatro Municipal e do Conservatório de Tatuí, além dos projetos especiais: Musicou, MOVE, Ethno Brazil e Imagine Brazil. De 2004 a 2021, também foi gestora do Projeto Guri, maior programa sociocultural brasileiro. Eleita a Melhor ONG de Cultura em 2018, a Sustenidos conta com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, de prefeituras, empresas e pessoas físicas. As instituições interessadas em investir na Sustenidos podem contribuir por verba livre ou através das Leis de Incentivo à Cultura (Federal e Estadual). Pessoas físicas também podem ajudar de diferentes maneiras. Saiba como contribuir no site da Sustenidos.

 


Site: VSEIS