Institucional 6
Institucional 5
Institucional 4
Institucional 3
Institucional 2
Banner Institucional 1

Orquestra de Cordas Juvenil do Conservatório de Tatuí

Orquestra de Cordas Juvenil do Conservatório de Tatuí

O grupo é formado por alunos da área de cordas sinfônicas que estudam do 7º ao 10º semestre de seus respectivos cursos de violino, viola, violoncelo e contrabaixo. Sendo um grupo pedagógico, sua finalidade é preparar o aluno para ser um profissional completo, desenvolvendo habilidades técnicas individuais em seus instrumentos (afinação, articulação, leitura, golpes de arco, dinâmicas, timbres, vibrato), habilidades de conjunto (combinar arcadas e dedilhados, resolver trechos, leitura à primeira vista, respeito à hierarquia, comprometimento, responsabilidade, postura profissional) e habilidades artísticas (compreensão da obra, expressividade, musicalidade).
O repertório é amplamente diversificado, indo das obras barrocas indispensáveis para o desenvolvimento das cordas e chegando a obras contemporâneas de escrita não tão praticadas. O repertório também é composto de obras de compositores brasileiros renomados, que trazem a riqueza da música e cultura de nosso país.
A orquestra conta com um sistema de funcionamento dinâmico. Além do regente, tem a constante presença de um estagiário em regência, que dá apoio ao regente e aos alunos na organização do grupo além de fazer eventuais ensaios. Junto a isso, existe um sistema de comunicação estabelecido via e-mail entre os regentes e os músicos, pelo qual os alunos podem tirar suas dúvidas e receber as informações sobre ensaios, concertos, repertório e testes internos. A Orquestra Juvenil faz, em todo início de semestre, um teste de estante, tal qual os grupos profissionais, para definir quem será chefe de naipe e a ordem das estantes. Além disso, promove audições internas para a escolha de solistas, dando ao aluno a oportunidade de fazer solo frente à orquestra.

Celina Charlier

Celina Charlier

Nascida em São Paulo em 1974, iniciou seus estudos musicais em 1985 e sua carreira como flautista aos 15 anos de idade. Há 18 anos professora da New York University (NYU), a flautista, regente e arranjadora mantém intensa carreira internacional. Apresenta-se e leciona no Brasil, Estados Unidos, Argentina, Uruguai, México, Itália, França, Suíça, Inglaterra, Malta, Sri Lanka, Índia e Emirados Árabes Unidos. Em 2010, foi convidada para criar e dirigir o departamento e o programa de música da primeira universidade global do mundo, a New York University Abu Dhabi (com alunos de mais de 100 países), onde foi Diretora de Performance Musical por quatro anos. Nos últimos 15 anos, foi regente titular de orquestras e corais da NYU, direcionando seu trabalho às intersecções entre música, performance e educação, pois acredita que amizade gera música e música gera amizade. Em 2018, assume as Orquestras de Cordas Infantil, Infantojuvenil e Juvenil do Conservatório de Tatuí.

« voltar | Topo da página ↑
Agência Digimeta