Institucional 4
Institucional 3

Orquestra de Cordas Juvenil do Conservatório de Tatuí

Orquestra de Cordas Juvenil do Conservatório de Tatuí

O grupo é formado por alunos da área de cordas sinfônicas que estudam do 7º ao 10º semestre de seus respectivos cursos de violino, viola, violoncelo e contrabaixo. Sendo um grupo pedagógico, sua finalidade é preparar o aluno para ser um profissional completo, desenvolvendo habilidades técnicas individuais em seus instrumentos (afinação, articulação, leitura, golpes de arco, dinâmicas, timbres, vibrato), habilidades de conjunto (combinar arcadas e dedilhados, resolver trechos, leitura à primeira vista, respeito à hierarquia, comprometimento, responsabilidade, postura profissional) e habilidades artísticas (compreensão da obra, expressividade, musicalidade).
O repertório é amplamente diversificado, indo das obras barrocas indispensáveis para o desenvolvimento das cordas e chegando a obras contemporâneas de escrita não tão praticadas. O repertório também é composto de obras de compositores brasileiros renomados, que trazem a riqueza da música e cultura de nosso país.
A orquestra conta com um sistema de funcionamento dinâmico. Além do regente, tem a constante presença de um estagiário em regência, que dá apoio ao regente e aos alunos na organização do grupo além de fazer eventuais ensaios. Junto a isso, existe um sistema de comunicação estabelecido via e-mail entre os regentes e os músicos, pelo qual os alunos podem tirar suas dúvidas e receber as informações sobre ensaios, concertos, repertório e testes internos. A Orquestra Juvenil faz, em todo início de semestre, um teste de estante, tal qual os grupos profissionais, para definir quem será chefe de naipe e a ordem das estantes. Além disso, promove audições internas para a escolha de solistas, dando ao aluno a oportunidade de fazer solo frente à orquestra.

Fernando Henrique de Almeida Andrade

Fernando Henrique de Almeida Andrade

Diplomado em Violino pelo Conservatório de Tatuí (2003) na classe do professor Paulo Bosísio. Iniciou seus estudos nesta instituição em 1996. Em 2000, atuou como professor de violino e viola na Escola Municipal de Música “Romário Antônio Barbosa” de Porto Feliz (SP). De 2017 a 2020, foi professor de violino e viola e prática orquestral do Centro Cultural Special Dog em Santa Cruz do Rio Pardo (SP).

Participou como bolsista dos mais importantes festivais de música do país:
1998 – III Studio Ópera & Festival de Música de Câmara de Maringá-PR; 2000 – XIX Oficina de Música de Curitiba-PR; 2000 – 31.º Festival de Inverno Internacional de Campos do Jordão-SP; 2002 – 33.º Festival de Inverno Internacional de Campos do Jordão-SP, 2002 – Festival Música nas Montanhas de Poços de Caldas-MG; 2003 – I Festival de Música de Câmara de Bauru-SP; 2006 – I Encontro Internacional de Cordas de Tatuí-SP.

Em festivais, foi aluno de Laércio Diniz, Betina Stegmann, Michel Bessler, Maria Vischnia, Elisa Fukuda, entre outros. Participou de master classes com Marcello Guerchfeld (RS), Paulo Bosísio (UFRJ), Wilfried Strehle (Filarmônica de Berlin), Guy Breistein (Filarmônica de Berlin), Curt Thompson (Texas University), Cláudio Cruz (OSESP), Soh Hyun Park (Coreia), Jorge Risi (Uruguai), Nádia Myerscough (ING), entre outros.

Atuou como solista frente à Orquestra Sinfônica de Sorocaba, Orquestra de Cordas Juvenil do Conservatório de Tatuí, Orquestra Filarmônica de Itu e Orquestra Filarmônica Jovem ASSEC de Sorocaba. Foi primeiro violino da Orquestra Sinfônica de Sorocaba de 2003 a 2009. Foi violinista da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí de 2000 a 2016.

Tocou sob regência dos maestros João Carlos Martins (BRA), Felix Krieger (ALE), Roberto Tibiriçá (BRA), Gotfried Engels (ALE), Herman Osteindarp (ALE), Abel Rocha (BRA), Richard Markson (ING), Jean Reis (BRA), entre outros.

Fundador da Camerata “ENARMÔNICOS” de Itu e da Orquestra Filarmônica Infanto-Juvenil de Itu. Tocou como músico convidado da Orquestra Filarmônica Bachianas SESI-SP por diversas cidades do Brasil. Diretor pedagógico do Curso Master de Música da Assatemec Itu desde 2010.

Atualmente, é regente titular da Orquestra Filarmônica de Itu (OFI) e Orquestra Filarmônica Jovem da Associação dos Amigos do Teatro (ASSATEMEC). É também coordenador pedagógico e professor de violino da ASSATEMEC e da Escola de Música “Eleazar de Carvalho” de Itu-SP e professor de Prática de Conjunto/Orquestra de Cordas Juvenil do Conservatório de Tatuí.

« voltar | Topo da página ↑
Site: Agência Digimeta