Institucional 6
Institucional 5
Institucional 4
Institucional 3
Institucional 2
Banner Institucional 1

Orquestra de Cordas Infantojuvenil do Conservatório de Tatuí

Orquestra de Cordas Infantojuvenil do Conservatório de Tatuí

A Orquestra de Cordas Infantojuvenil do Conservatório de Tatuí conta com, em média, 50 integrantes. São alunos a partir dos 12 anos de idade que frequentam os cursos de instrumentos da área de cordas do Conservatório de Tatuí, do 4º ao 6º semestres. A participação na Orquestra de Cordas Infantojuvenil é uma disciplina obrigatória a todos os alunos da área de cordas. Os ensaios ocorrem duas por semana, com duas horas de duração. A participação na orquestra é parte da formação e profissionalização dos instrumentistas de cordas. Ao integrar o grupo, os alunos começam a adquirir experiência para seu futuro musical.
Nos últimos anos, a Orquestra de Cordas Infantojuvenil do Conservatório de Tatuí tem participado de importantes eventos. Além das apresentações pedagógicas, que ocorrem a cada bimestre na instituição, o grupo faz apresentações externas. Entre as mais importantes está o concerto apresentado no IV Encontro Internacional de Cordas do Conservatório de Tatuí (2011). Nos concertos realizados, é importante destacar que o grupo recebe solistas, aumentando a integração entre os diferentes instrumentos, como trompa, violão e harpa entre outros; e incrementando a experiência dos integrantes.
Dando ênfase ao aprendizado dos alunos-instrumentistas, o grupo trabalha repertório focado em métodos de formação de orquestra de câmara, além de repertório de diferentes períodos, desde a Renascença até obras contemporâneas e música brasileira.

Adriano Del Mastro Contó

Adriano Del Mastro Contó

Estudou Piano no Conservatório de Tatuí nas áreas de Música Clássica e Música Popular. Graduou-se em Música Popular pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) em 2000 e em Regência, pela mesma universidade, em 2003. Concluiu o Mestrado em Processos de Criação Musical pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) em 2008 com a dissertação intitulada: “Análise de técnicas de orquestração da música brasileira na ‘Suíte Brasiliana n. 1′ de Cyro Pereira”, analisando a escrita orquestral na música brasileira com foco nos citados compositor e obra, tendo executado a peça frente à Orquestra Sinfônica de Sorocaba e Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí. Atuou também como solista da Orquestra Filarmônica Rio Claro, como pianista e chefe de naipe da Big Band do Conservatório de Tatuí (2009-2011) e em grupos de música erudita. Na área acadêmica, trabalhou no Projeto Guri Santa Marcelina, Escola de Música do Estado de São Paulo (Emesp), Instituto Baccarelli de São Paulo, Conservatório Souza Lima, entre outros, onde,por vezes, regeu orquestras, bandas ou corais. Escreve arranjos e orquestrações para grupos de diversas formações e tem dois CDs com o Grupo Comboio. Atualmente, é professor responsável das Orquestras Infantil, Infantojuvenil e Juvenil do Conservatório de Tatuí, professor da Faculdade Mozarteum de São Paulo e cursa doutorado na USP, sob orientação do maestro e prof. Dr. Gil Jardim com o tema “Regência em polirritmias”.

« voltar | Topo da página ↑
Site: Agência Digimeta