Institucional 4
Institucional 3

Camerata Jovem de Violões do Conservatório de Tatuí

Camerata Jovem de Violões do Conservatório de Tatuí

A Camerata Jovem de Violões foi criada em 1991 e reúne alunos dos níveis básico e intermediário do curso de Violão Clássico do Conservatório de Tatuí que cumprem a disciplina de Prática de Conjunto. Ao longo de seus vários anos de atuação, a Camerata Jovem de Violões realizou apresentações em mais de 150 cidades no Brasil. Sua primeira turnê internacional ocorreu no ano de 2008, quando o grupo apresentou-se em diferentes cidades, universidades e espaços de concertos na Alemanha, por meio de um intercâmbio de jovens violonistas.

O grupo apresenta repertório variado, sempre primando pela qualidade e bom gosto. Tem um CD gravado – “Carinhoso”, cujo lançamento ocorreu em 2002. O CD reúne clássicos da música brasileira e faz homenagem ao compositor Pixinguinha, registrando o caminho e valorização da cultura musical e brasileira. Além de alunos de Violão Clássico, invariavelmente, a Camerata Jovem de Violões realiza apresentações com convidados especiais de outras áreas da instituição.

Dagma Eid

Dagma Eid

Iniciou seus estudos musicais em 1981 no Conservatório de Tatuí, e teve como seus principais professores  – Márcia Braga, Giácomo Bartoloni e Paulo Porto Alegre. É bacharel em violão pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e mestre em música pela Universidade de São Paulo (USP), onde realizou a pesquisa “Miguel Llobet – Canciones Catalanas para violão (1899-1927)”, sob a orientação de Edelton Gloeden. Complementando sua formação em instrumentos de cordas dedilhadas, estudou alaúde e arquialaúde com Carin Swilling (USP – Curso de Difusão Cultural) e recebeu orientação de Francisco Gato, Regina Albanez, Dolores Costoyas, Hopkinson Smith, Luciano Contini, Eugène Ferré e David Miller.
Participou como bolsista de diversos cursos de extensão universitária e festivais internacionais, com destaque para o Dartington International Summer School, na Inglaterra. Premiada em concursos na categoria música de câmara como o V Concurso Nacional Souza Lima (1º lugar, categoria duo de violões, 1994) e o XI Concurso Nacional Souza Lima (3º lugar, categoria camerata de violões, 2000), realiza intensa atividade camerística integrando orquestras de violões e diversas formações instrumentais, entre elas o Duo Favoriti – cujo repertório é formado por obras do período clássico-romântico e executado com guitarras românticas modelo Lacôte – e colabora com diversos agrupamentos de música antiga, tocando alaúde, vihuela e guitarra barroca.
Dentro do Conservatório de Tatuí, trabalhou por dez anos à frente da orquestra de violões “Fazendo Fita”, por onde passaram mais de 50 alunos, proporcionando o contato com transcrições e obras originais do repertório moderno para grupos de violão. A partir de 2001 iniciou sua pesquisa acerca da música instrumental e vocal do século XVI, adaptando algumas obras do repertório de alaúde e conjunto de música antiga para a orquestra.
Gravou com a Camerata de Violões os CDs “Vê se te Agrada” e “Octopus Convida” e atuou como solista (alaúde) no 3º Festival de Música Barroca de Assunção (Paraguai), junto com a Orquestra de la Universidad del Norte. Atualmente é professora de violão, cordas dedilhadas históricas, música de câmara e orienta um grupo de estudos de baixo contínuo no Conservatório de Tatuí.

« voltar | Topo da página ↑
Site: Agência Digimeta