Institucional 6
Institucional 5
Institucional 4
Institucional 3
Institucional 2
Banner Institucional 1

Assessoria e Coordenação

Pedro Persone
Assessoria Pedagógica

Pedro

​Dr. Pedro Persone nasceu em Tietê, São Paulo, em uma família de origem italiana. Persone iniciou seus estudos no Conservatório de Tatuí, com a professora Maria José Carrasqueira. Foi aluno particular de Roberto de Regina, no Rio de Janeiro. Graduou-se em Cravo pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, na classe da Professora Helena Jank.
​Participou de vários cursos com Felipe Nabuco-Silvestre (Brasil/Portugal), Christophe Rousset (França), Emilia Fadini e Rinaldo Alessandrini (Itália).
​Continuando seus estudos na Europa, em 1977 estudou com Huguette Dreyfus na École Nationale de Musique de Bobigny, França. Estudou Cravo e Fortepiano, em 1988, com Jacques Ogg, na Academie voor Oude Muziek, Amsterdam. Seu mais importante estudo foi sob a orientação de Mark Kroll, de quem recebeu a maior influência acadêmica e artística.
​Com bolsa da Fundação Vitae, participou do “Primer Curso de Música Barroca Ciudad de Segovia”, na classe de fortepiano de professor Patrick Cohen (França).
​Persone foi o primeiro a reintroduzir o piano histórico ou fortepiano no circuito musical brasileiro da atualidade durante o ano Mozart 1991. Gravou o primeiro CD com fortepiano no Brasil. Sua discografia conta hoje com sete CDs, quatro editados no Brasil, um nos Estados Unidos e dois em Portugal.
​Para o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, Tatuí foi o criador dos Cursos de Cravo (1985) e de Fortepiano (2008) – sendo este último o primeiro curso de fortepiano da América Latina; nesta instituição foi professor de cravo, fortepiano, práticas interpretativas, música de câmara e baixo continuo de 1985 a 2010. Na mesma escola fundou e dirigiu o Collegium Musicum, orquestra voltada a performance de obras dos períodos barroco e clássico.
​Em 1996, com bolsa de estudos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP –, recebeu seu diploma de Mestre em Artes pela UNICAMP, com sua pesquisa sobre obras “non mesures” para cravo.
​Como cravista e fortepianista, Persone se apresentou em recitais (solo, música de câmara – continuo e obligato – e como solista) em Amsterdam (Países Baixos), Boston (MA), Cambridge (MA), Edinburgh (Escócia), Framingham (MA), Haarlem (Países Baixos), Los Angeles (CA), Miami (FL), Milano (Itália), New York (NY), Paris (França).
​No período de Setembro de 2001 a Maio de 2004 foi professor de group piano (MU 151, MU 152 e MU 153) na Boston University.
​Graças ao suporte oferecido pela Fundação Coordenação de Pessoal de Nível Superior – CAPES –, Persone cursou o doutorado – Doctor of Musical Arts – em Historical Performance na Boston University sob orientação do Professor Mark Kroll. O tópico de sua dissertação é “The Earliest Piano Music: Lodovico Giustini’s (1685-1743) Sonate da cimbalo di piano e forte detto volgarmente di martelletti, Firenze, 1732.” Em 2008 este estudo foi lançado em forma de livro pela editora alemã VDM-Verlag de Saabrücken.
​Entre 2007 e 2010, no Instituto de Artes da Unesp, Persone desenvolveu pesquisa de pós-doutorado com bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP – sobre o tema “A música pianística e camerística composta entre 1790 e 1826 presente na ‘Coleção Thereza Christina Maria’: uma abordagem segundo as práticas interpretativas relacionadas ao período”. A Editora Prismas de Curitiba lançou o livro com os resultados desta pesquisa com o título “O Piano era, então, ainda uma novidade”: A Coleção Thereza Christina e sua performance.
Em 2016 trabalhou seu segundo Pós-Doutorado envolvendo o cravo e o fortepiano nos tempos coloniais junto ao NAP-CIPEM do Departamento de Música da FFCLRP-USP de Ribeirão Preto sob supervisão do Prof. Dr. Rubens Russomanno Ricciardi. Desta pesquisa resultou o capítulo 11, The Harpsichord in Colonial Spanish and Portuguese Americas do The Cambridge Companion to the Harpsichord a ser publicado este ano pela Cambridge University Press.
Persone foi Professor Adjunto da Universidade Federal de Santa Maria – UFSM de 2010 a 2018. Atualmente é Assessor Pedagógico do Conservatório de Tatuí.

 

 

Maestro Edson Beltrami
Assessoria Artística

Edson Beltrami

 

Formado em Flauta Transversal no Conservatório de Tatuí, é vencedor de mais de uma dezena de concursos, incluindo o Prêmio Eldorado de Música. Atuou por mais de dez anos como 1ª Flauta Solo convidado da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp).

Como flautista e maestro, atuou nos mais importantes palcos do Brasil e do mundo, como Carnegie Hall (NY/EUA), Avery Fisher Hall – Lincoln Center (NY/EUA), MET – Metropolitan (NY/EUA), Bunka Hall (Kobe/Japão), Kobe Shinbun Matsukata Hall (Kobe/Japão), Harris Theater (Chicago/EUA), Broward Center (Florida/EUA), Sala São Paulo (São Paulo/Brasil), Teatro Municipal de São Paulo, Teatro Municipal do Rio de Janeiro (RJ/Brasil) e outros. 

Desenvolve, também, intensa carreira como compositor, sendo suas obras editadas e publicadas nos EUA. Foi um dos criadores e regente por 20 anos da Orquestra Sinfônica Jovem do Conservatório de Tatuí. Dirigiu inúmeros grupos, incluindo Orquestra da Academia de Lyon (FR), Orquestra Sinfônica Nacional de Paraguai, Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, Banda Sinfônica Juvenil do Estado de São Paulo, Orquestra de Cordas do Ateneo Paraguayo, Orquestra do Festival de Inverno de Campos do Jordão, Banda Sinfônica do Festival de Inverno de Campos do Jordão. Foi também Regente Associado da Orquestra Filarmônica Bachiana do SESI-SP.

Ao longo da carreira, trabalhou com solistas de renome, como Pinchas Zukerman (Israel), Amanda Forsyth  (Canadá), William Bennett (Inglaterra), Angela Jones-Reus (Alemanha/EUA), além dos brasileiros Arthur Moreira Lima, João Carlos Martins, Marcelo Bratke, Elisa Fukuda, Antonio Lauro Del Claro e muitos outros. 

Como parte do Projeto Orquestrando São Paulo, foi o responsável pela criação em 2017, do curso “Técnicas e Boas Práticas para Regentes de Orquestras e Grupos Musicais do Sesi-SP”, visando a capacitação e aperfeiçoamento de Regentes, curso de Educação a Distância, realizado através do Portal de Educação do SESI-SP.

Em 2018, assume o comando da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, onde também atua como assessor artístico.

 

 

Coordenadores de Áreas e Cursos

ÁREA DE ARTES CÊNICAS:
– Cursos de Teatro Juvenil e Adulto, Cenografia, Curso Livre de Teatro para Crianças e Oficinas de Direção, O Som em Cena, Iluminação e Maquiagem
PROFª FERNANDA MENDES –
Atriz e Arte Educadora, iniciou seus estudos em artes cênicas no Curso de Formação de Atores do Conservatório de Tatuí. Formada em Letras pela Associação de Ensino de Itapetininga e pós-graduada em Pedagogia do Teatro pela Universidade do Sagrado Coração de Bauru. Recebeu prêmio de melhor atriz coadjuvante e atriz revelação com o espetáculo “As Beterrabas do Senhor Duque” de Oscar Von Pfuhl no I Festival Estudantil Municipal de Teatro de Tatuí e no IX Festival Estudantil de Teatro do Estado de São Paulo, e de melhor atriz com o espetáculo “O Desconhecido”, de Ozualdo Candeias, no Mapa Cultural Paulista. Participou de vários espetáculos junto à Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí.

 

ÁREA DE EDUCAÇÃO MUSICAL:
– Cursos de Canto Coral, Matérias Teóricas, Musicalização Infantil, Musicalização para Educadores e Musicografia Braille

PROFª CRISTIANE BLOES – Mestre em Música e bacharel em Piano pelo Instituto de Artes da Unesp-SP, pós-graduada em Psicopedagogia e diplomada em Piano Clássico e MPB/Jazz pelo Conservatório de Tatuí. Atuou em diversos grupos do Conservatório de Tatuí como Orquestra Sinfônica, Cambanda Jazz Combo, Big Band Prata da Casa, Banda Sinfônica e Grupo de Percussão. Professora de Piano Clássico e Pianista do Conservatório de Tatuí, onde também coordenou a Área de Piano.

 

ÁREA DE MÚSICA ERUDITA:
– Cursos de Canto Lírico, Luteria, Performance Histórica, Piano Clássico, Harpa, Acordeão e Violão Clássico
PROF. MARCUS HELD –  
Doutorando e Mestre em Música (Musicologia) pela Universidade de São Paulo (2017). Bacharelou-se em Música (Habilitação em Instrumento: Violino) no FIAM-FAAM Centro Universitário em 2014 e especializou-se em Música Antiga (Violino Barroco) na Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP-Tom Jobim), na Escola Municipal de Música de São Paulo (Fundação Theatro Municipal de São Paulo) e na Escola Superior de Música de Catalunya (ESMUC-Barcelona).

Cursos de Cordas Sinfônicas, Sopros/Madeiras, Sopros/Metais, Percussão Sinfônica e Regência
PROF. RAFAEL PIRES –
Formado em Artes pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Tatuí e em violino pelo Conservatório de Tatuí. Iniciou os estudos aos nove anos com o Professor José dos Santos e concluiu, na mesma instituição, na classe do Professor Doutor Paulo Bosísio. Participou como violinista dos mais importantes festivais de música do País, além de ministrar master classes em diversos festivais. É professor do Conservatório de Tatuí, spalla da Orquestra Sinfônica de Tatuí e da Orquestra Sinfônica Municipal de Ourinhos.

 

ÁREA DE MÚSICA POPULAR:
Cursos de MPB/Jazz, Choro e Música Raiz
PROF. CLÁUDIO SAMPAIO “CAMBÉ” –
Estudou com Francisco Belculfiné, o “Chiquito” (Itu-SP), na Corporação Musical União dos Artistas. Posteriormente, continuou estudos com o professor Edgar Baptista dos Santos, “Capitão”, no Conservatório de Tatuí. Professor de Trompete MPB/Jazz, primeiro trompete da Big Band do Conservatório de Tatuí e coordenador do Jazz Combo do Conservatório de Tatuí.

 

ÁREA DE PRÁTICA DE CONJUNTO:
– Atividades de Música de Câmara e Prática de Conjunto
PROF. TÚLIO PADILHA PIRES –
Iniciou seus estudos de violoncelo na Associação Jahn Sorhein com Gilberto Massambani e, posteriormente, ingressou no Conservatório de Tatuí. É bacharel em Música com habilitação em Violoncelo pela UNESP, na classe de Zygmunt Kubala. Entre 2005 e 2007 estudou na Musikhochschule Luzern (Suíça), na classe de Marek Jerie. É pós-graduado em música de câmara sob orientação de David Chew na Uninter-IBPEX. Atualmente cursa mestrado em música nas práticas interpretativas como linha de pesquisa na Unicamp. Atuou como violoncelista convidado em várias orquestras do Brasil e exterior. Foi professor do projeto Guri e Guri Santa Marcelina. É professor de Violoncelo e Música de Câmara no Conservatório de Tatuí, onde integra também a Orquestra Sinfônica.

 

POLO DO CONSERVATÓRIO DE TATUÍ EM SÃO JOSÉ DO RIO PARDO:
– Cursos de Canto Lírico, Clarinete, Contrabaixo, Flauta Transversal, Percussão Sinfônica, Piano (Infantil, Adulto e Correpetidor), Saxofone, Trombone/Eufônio, Trompa, Trompete, Tuba, Viola, Violão Clássico, Violino e Violoncelo
PROF. JULIANO MARQUES BARRETO –
Graduado pela Unincor, iniciou seus estudos com seu avô, o maestro Ataulpho Marques de Souza, tendo depois estudado com os professores João B. de Paula, Miguel Brito, Ruy Durso, Nahor Gomes e Edgard Batista dos Santos (Capitão). Foi aluno do Conservatório de Tatuí e, em 2004, concluiu o curso de Difusão Cultural em Trompete na Universidade de São Paulo (USP), sob orientação do Prof. Dr. Sérgio Cascapera. Atuou como músico convidado em várias orquestras e acompanhou diversos artistas, além de ter sido professor em diversos festivais. É diretor da Divisão do Conservatório Musical de Poços de Caldas, onde também é regente da Banda Sinfônica, e professor do Theatro Municipal de Andradas (MG).