Institucional 4
Institucional 3

Conservatório de Tatuí realiza ‘Mostra de Artes Cênicas 2021’ com 25 apresentações virtuais e gratuitas

Evento reunirá cerca de 100 alunos, sob a coordenação de mais de 10 professores, nos meses de novembro e dezembro

Conservatório de Tatuí realiza ‘Mostra de Artes Cênicas 2021’ com 25 apresentações virtuais e gratuitas

29/10/2021

Para concluir uma etapa densa de formação dos alunos e alunas de Artes Cênicas, o Conservatório de Tatuí realizará a ‘Mostra de Artes Cênicas 2021’. A programação traz 25 apresentações em dois momentos distintos – na primeira semana de novembro e na primeira de dezembro, com transmissão ao vivo pelo Youtube do Conservatório. A ação tem como objetivo tornar público os percursos de pesquisa e criação realizados por cada turma dos cursos de formação, livres e de aperfeiçoamento. O Conservatório de Tatuí é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo de São Paulo, considerado a maior escola de música e teatro da América Latina.

“Vamos dar um panorama dos trabalhos artístico-pedagógicos que estamos realizando. Assim, o público poderá perceber o processo de transformação dos alunos e alunas e o desenvolvimento dos exercícios cênicos criados. O objetivo não é mostrar um produto e, sim, experimentações artísticas e seus modos de construção”, destaca Antonio Salvador, gerente artístico e pedagógico de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí.

Entre a primeira semana de novembro e dezembro, também serão realizados, como parte da Mostra, outros dois trabalhos com características peculiares. O primeiro é ‘A dona da Casa’, experimento cênico do último ano do curso Teatro Adulto, que será apresentado durante sete dias – a cada dia com um formato diferente. Seguido pela produção da Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí, que desenvolve neste ano uma pesquisa específica sobre a apreciação sensível do espectador. Sob a coordenação do professor Thiago Leite, a Cia. de Teatro tem mostrado suas criações em processo desde junho, com o projeto ‘Ações para suspender o tempo’, que envolve procedimentos de acessibilidade e mediação teatral.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

NOVEMBRO:

Data: 3/11, às 14h
O que: Porta afora – Porta adentro – Curso de Cenografia
Classificação: livre
Sinopse: Compartilhamento de procedimentos e observações para preparação de espaços cênicos em espaços alternativos.

 

Data: 3/11, às 15h30
O que: E se os pés fossem poesia?  Poesia P(és)! – Curso de Teatro Juvenil – 1º Ano
Classificação: livre
Sinopse: Como olhar para as coisas que constituem nosso cotidiano e – como diria Manoel de Barros – “olhá-las de azul”? Como revisitar os espaços de nossa casa, as ações que fazemos diariamente, e experimentar atribuir novos significados a tudo isso? Talvez, fazendo poesia. E se os pés fossem poesia? Poesia P(és) trata-se do compartilhamento do percurso realizado pelos alunos do 1º ano do curso de Teatro Juvenil, a partir da ressignificação de palavras, lugares e partes do corpo.

 

Data: 3/11, às 20h30
O que: Quem te viu, quem te lê!? – Curso de Teatro Adulto – 1º Ano
Classificação: 16 anos
Sinopse: Compartilhamento da pesquisa sobre Teatro Jornal e suas possibilidades no formato on-line.

 

Data: 4/11, às 15h30
O que: Vozes em Construção – Curso de Teatro Juvenil – 3º Ano
Classificação: livre
Sinopse: Enquanto o silêncio acobertar a indiferença, a sociedade continuará avançando em direção ao passado de barbárie. É tempo de escrever uma nova história e de mudar o final.

 

Data: 4/11, às 19h
O que: Aula aberta “Que brincadeira que dá? Teatros, celebrações e pelejas” – Curso de Aperfeiçoamento
Classificação: livre
Sinopse: Aula aberta em que serão apresentados estudos cênicos criados durante o curso de aperfeiçoamento “Que brincadeira que dá? Teatros, celebrações e pelejas”, coordenado por Cibele Mateus e convidados.

 

Data: 4/11, às 20h30
O que: A dona da casa – Curso de Teatro Adulto – 3º Ano
Classificação: 18 anos
Sinopse: ‘A dona da casa’ é um trabalho que busca evidenciar as condições do fazer teatral em casa, on-line. Para além de pensarmos as cenas em quadros, buscamos investigar a construção de dramaturgias não lineares. Cada atriz e ator compôs seus textos (entendemos aqui textos como uma trama de imagens, palavras, sons e demais tessituras que compõem a cena) partindo de um mesmo texto. Como disparadores, tivemos mentiras, segredos, acontecimentos comuns e desejos. Quem é Domitila? O ato de falar sobre Domitila diz mais sobre ela, sobre quem diz ou quem assiste? A dinâmica das apresentações irá acontecer de modo experimental. Não há uma sequência lógica das cenas. A cada dia, um novo embaralhamento, novas possibilidades de relações, montagens e composições.
Apresentações: 10, 17 e 22/11, às 20h30; dias 24 e 29/11, às 21h.

 

Data: 5/11, às 14h
O que: (re) significar – Grupo Jovem de Teatro do Conservatório de Tatuí
Classificação: livre
Sinopse: Cenas desenvolvidas a partir do jogo de ressignificação de palavras e criação de imagens.

 

Data: 5/11, às 15h30
O que: Elas – Curso de Teatro Juvenil – 2º Ano
Classificação: livre
Sinopse: Mulheres incríveis e inovadoras que se destacaram na ciência, história, política, música e muitas áreas do conhecimento. Histórias de mulheres que hoje nos inspiram por suas conquistas, desafios e contribuições à arte e à vida.

 

Data: 05/11, às 20h30
O que: Corpo ao avesso: ensaio sobre a ameixa – Curso de Teatro Adulto – 2º Ano
Classificação: 12 anos
Sinopse: A história das mulheres de uma família é recuperada a partir de trocas de cartas entre duas irmãs. A cada situação, um jogo metafórico entre passado e presente se instaura. Nele, as relações entre corpo-voz, espaço, palavra, som, luz e figurino são tomadas como fios dramatúrgicos. O possível desenho de cena que emerge da tecitura desses fios nasce enquanto experimento relacional, enquanto consequência de uma prática investigativa acerca das interações entre a atriz/o ator e os elementos que constituem a cena. Como matéria-palavra dessa composição, recorre-se ao texto “A idade da ameixa”, de Arístides Vargas.

 

Datas: 27 e 28/11, às 17h
O que: Ações para suspender o tempo – Experimento n° 5 – Cia. de Teatro do Conservatório de Tatuí
Classificação: livre
Sinopse: Somos capazes de suspender o tempo quando algo ou alguém nos chama a atenção? Qual a idade das coisas ao nosso redor? Para responder a essas questões, montamos uma espécie de quebra-cabeça, articulando memórias, cenas do cotidiano, modos de agir e de se relacionar com as coisas, as pessoas e, principalmente, o tempo. Esta criação faz uso de elementos de audiodescrição, tornando-a acessível a espectadores(as) com deficiência visual, ação que tem transformado profundamente a maneira de os(as) artistas envolvidos(as) conceberem a obra e experimentarem o mundo.

 

DEZEMBRO:

Data: 1/12, às 14h
O que: Porta afora – Porta adentro – Curso de Cenografia
Classificação: livre
Sinopse: Compartilhamento de procedimentos e observações para preparação de espaços cênicos em espaços alternativos.

 

Data: 1/12, às15h
O que: Aula aberta ‘O ator multimeios’ – Curso livre com Jonnatha Horta Fortes
Classificação: livre
Sinopse: Mostra de experiências artísticas derivadas do curso. Nele, conhecemos grupos e artistas que dialogam com a linguagem multimeios, debatemos sobre formas e conteúdos dessas encenações e realizamos exercícios de criação com enfoque na atuação cênica.

 

Data: 1/12, às 16h
O que: E se os pés fossem poesia?  Poesia P(és)! – Curso de Teatro Juvenil – 1º Ano
Classificação: livre
Sinopse: Como olhar para as coisas que constituem nosso cotidiano e – como diria Manoel de Barros – “olhá-las de azul”? Como revisitar os espaços de nossa casa, as ações que fazemos diariamente, e experimentar atribuir novos significados a tudo isso? Talvez, fazendo poesia. E se os pés fossem poesia? Poesia P(és) trata-se do compartilhamento do percurso realizado pelos alunos do 1º ano do curso de Teatro Juvenil, a partir da ressignificação de palavras, lugares e partes do corpo.

 

Data: 1/12, às 17h
O que: Quem te viu, quem te lê!? – Curso de Teatro Adulto- 1º Ano
Classificação: 16 anos
Sinopse: Compartilhamento da pesquisa sobre Teatro Jornal e suas possibilidades no formato on-line.

 

Data: 2/12 dezembro, 15h30
O que: Elas – Curso de Teatro Juvenil – 2º Ano
Classificação: livre
Sinopse: Mulheres incríveis e inovadoras que se destacaram na ciência, história, política, música e muitas áreas do conhecimento. Histórias de mulheres que hoje nos inspiram por suas conquistas, desafios e contribuições à arte e à vida.

 

Data: 2/12, às 16h30
O que: (re) significar – Grupo Jovem de Teatro
Classificação: livre
Sinopse: Cenas desenvolvidas a partir do jogo de ressignificação de palavras e criação de imagens.

 

Data: 2/12, às 20h30
O que: Corpo ao avesso: ensaio sobre a ameixa – Curso de Teatro Adulto – 2º Ano
Classificação: 12 anos
Sinopse: A história das mulheres de uma família é recuperada a partir de trocas de cartas entre duas irmãs. A cada situação, um jogo metafórico entre passado e presente se instaura. Nele, as relações entre corpo-voz, espaço, palavra, som, luz e figurino são tomadas como fios dramatúrgicos. O possível desenho de cena que emerge da tecitura desses fios nasce enquanto experimento relacional, enquanto consequência de uma prática investigativa acerca das interações entre a atriz/o ator e os elementos que constituem a cena. Como matéria-palavra dessa composição, recorre-se ao texto “A idade da ameixa”, de Arístides Vargas.

 

Data: 3/12, às 15h30
O que: Vozes em Construção – Curso de Teatro Juvenil – 3º Ano
Classificação: livre
Sinopse: Enquanto o silêncio acobertar a indiferença, a sociedade continuará avançando em direção ao passado de barbárie. É tempo de escrever uma nova história e de mudar o final.

 

Data: 3/12, às 20n30
O que: A dona da casa – Curso de Teatro Adulto – 3º Ano
Classificação: 18 anos
Sinopse: ‘A dona da casa’ é um trabalho que busca evidenciar as condições do fazer teatral em casa, on-line. Para além de pensarmos as cenas em quadros, buscamos investigar a construção de dramaturgias não lineares. Cada atriz e ator compôs seus textos (entendemos aqui textos como uma trama de imagens, palavras, sons e demais tessituras que compõem a cena) partindo de um mesmo texto. Como disparadores, tivemos mentiras, segredos, acontecimentos comuns e desejos. Quem é Domitila? O ato de falar sobre Domitila diz mais sobre ela, sobre quem diz ou quem assiste? A dinâmica das apresentações irá acontecer de modo experimental. Não há uma sequência lógica das cenas. A cada dia, um novo embaralhamento, novas possibilidades de relações, montagens e composições.

 

 

Patrocinador Ouro Conservatório de Tatuí: CSN

Patrocinadores Sustenidos: Microsoft e Visa
Apoio institucional: Instituto ACP
Parceiro internacional: JM International

Sobre o Conservatório de Tatuí: Fundado em 11 de agosto de 1954, o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí – ou apenas Conservatório de Tatuí (SP), como é conhecido internacionalmente – é uma das mais respeitadas escolas de música da América Latina. Oferece mais de 100 cursos gratuitos nas áreas de Música Erudita (instrumentos, canto e regência), Música Popular Brasileira, Artes Cênicas e Luteria. Atende aproximadamente 2.000 alunos anualmente, vindos de todas as regiões do Brasil e, também, de outros países, como Argentina, Chile, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos, Japão, México, Peru, Portugal, Síria, Uruguai e Venezuela. É considerado uma das mais bem-sucedidas ações culturais do Estado, oferece ensino de excelência, com a missão de formar instrumentistas, cantores, atores, regentes, educadores e luthiers de alto nível. Sua importância no cenário musical é tão acentuada que garantiu à cidade de Tatuí o título de Capital da Música, aprovado por lei em janeiro de 2007. A instituição é mantida pelo Governo do Estado de São Paulo e por empresas patrocinadoras, por meio de leis de incentivo fiscal, sob a gestão da Sustenidos Organização Social de Cultura.

Sobre a Sustenidos: Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização responsável pelos programas Projeto Guri, Som na Estrada, Musicou e MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange); pelos festivais Ethno Brazil e Imagine Brazil; além do Conservatório Dramático e Musical de Tatuí e do Theatro Municipal de São Paulo. No Projeto Guri desde 2004, é responsável pela gestão do programa de ensino musical no litoral e no interior do Estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm suporte fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir no site da Sustenidos.