Institucional 4
Institucional 3

Conservatório de Tatuí convida músicos e apreciadores para Rodas de Choro ao ar livre

Lançado no início do mês, o projeto busca envolver ‘chorões’ de toda a região para tocar e, também, para formar um Clube do Choro que seja referência deste gênero musical. Traga seu instrumento e entre nesta roda – próxima terça-feira, às 17h, na Praça da Matriz de Tatuí

Conservatório de Tatuí convida músicos e apreciadores para Rodas de Choro ao ar livre

15/10/2021

O Conservatório de Tatuí – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, considerada a maior escola de música e teatro da América Latina, convida músicos, musicistas e apreciadores em geral para participar da série “Rodas de Choro 2021”. Lançado no início deste mês, com apoio da Prefeitura Municipal, o projeto tem como principal o objetivo envolver os ‘chorões’ de toda a região para formar o Clube do Choro do Conservatório de Tatuí, que deverá promover Rodas de Choro regularmente e abrigar um amplo acervo de partituras, materiais literários e audiovisuais, tornando-se referência para este gênero tão valioso da música popular brasileira. Traga seu instrumento e entre nessa roda, na próxima terça-feira, dia 19, às 17h, na Praça da Matriz de Tatuí.

As Rodas de Choro são conduzidas pelos professores Alexandre Bauab Jr., Altino Toledo, Benedito de Paula, Marcelo Cândido e Rodrigo Moura, docentes dos cursos de Choro, e alunos(as) do Conservatório de Tatuí. Mas são abertas à participação de músicos e musicistas em geral, como manda a tradição das boas rodas. “E é exatamente isso que buscamos: envolver os ‘chorões’ da cidade e de toda a região”, comenta Claudia Freixedas, superintendente educacional da Sustenidos, organização social gestora do Conservatório de Tatuí.

“Sabemos que existem muitos ‘chorões’ de diferentes gerações na cidade e em vários municípios vizinhos. Por isso, estamos organizando Rodas de Choro, entre outras ações, a fim de aglutinar interessados e interessadas – tanto professores e estudantes da instituição quanto a comunidade em geral – em torno dessa modalidade. E as rodas ainda servirão como laboratório de prática para os alunos e alunas da instituição”, observa Claudia.

Ela reforça que este é o primeiro passo para a implantação do Clube do Choro do Conservatório de Tatuí, que pretende reunir profissionais, estudantes e admiradores do estilo para uma rica troca de informações e experiências. Além de promover regularmente encontros e rodas de choro, o Clube organizará a criação de um acervo colaborativo, além de desenvolver pesquisas e realizar apresentações artísticas, com participação de artistas convidados de todo o país.

Pioneiro entre as escolas de música estaduais na inclusão do Choro em sua grade curricular como curso regular (1989), o Conservatório de Tatuí sempre valorizou esse importante gênero musical brasileiro, fundamental da gênese da música urbana brasileira do século XX. Com a criação do Clube do Choro, o Conservatório de Tatuí busca atuar na Salvaguarda do Patrimônio Material e Imaterial do Choro, a partir da criação de um acervo que disponibilizará partituras, produções literárias e audiovisuais do gênero, de ‘chorões’ da cidade e das cidades vizinhas, para consulta aberta ao público, tornando-se referência para pesquisadores e apreciadores em geral.

As Rodas de Choro são realizadas pelo Conservatório de Tatuí, com apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, e seguem todos os protocolos de distanciamento e higienização preconizados pelos órgãos de saúde para coibir a disseminação da Covid-19.

SERVIÇO
Rodas de Choro do Conservatório de Tatuí
Alexandre Bauab Jr., Altino Toledo, Benedito de Paula, Marcelo Cândido e Rodrigo Moura, professores responsáveis
Claudio Sampaio, coordenação
Datas: dias 19 e 26 de outubro e dias 11, 23 e 30 de novembro de 2021
Horário: 17h
Local: Praça da Matriz de Tatuí
Eventos gratuitos

 

Patrocinador Ouro Conservatório de Tatuí: CSN

Patrocinadores Sustenidos: Microsoft e Visa
Apoio institucional: Instituto ACP
Parceiro internacional: JM International

Sobre o Conservatório de Tatuí: Fundado em 11 de agosto de 1954, o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí – ou apenas Conservatório de Tatuí (SP), como é conhecido internacionalmente – é uma das mais respeitadas escolas de música da América Latina. Oferece mais de 100 cursos gratuitos nas áreas de Música Erudita (instrumentos, canto e regência), Música Popular Brasileira, Artes Cênicas e Luteria. Atende aproximadamente 2.000 alunos anualmente, vindos de todas as regiões do Brasil e, também, de outros países, como Argentina, Chile, Coreia do Sul, Equador, Estados Unidos, Japão, México, Peru, Portugal, Síria, Uruguai e Venezuela. É considerado uma das mais bem-sucedidas ações culturais do Estado, oferece ensino de excelência, com a missão de formar instrumentistas, cantores, atores, regentes, educadores e luthiers de alto nível. Sua importância no cenário musical é tão acentuada que garantiu à cidade de Tatuí o título de Capital da Música, aprovado por lei em janeiro de 2007. A instituição é mantida pelo Governo do Estado de São Paulo e por empresas patrocinadoras, por meio de leis de incentivo fiscal, sob a gestão da Sustenidos Organização Social de Cultura.

Sobre a Sustenidos: Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização responsável pelos programas Projeto Guri, Som na Estrada, Musicou e MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange); pelos festivais Ethno Brazil e Imagine Brazil; além do Conservatório Dramático e Musical de Tatuí e do Theatro Municipal de São Paulo. No Projeto Guri desde 2004, é responsável pela gestão do programa de ensino musical no litoral e no interior do Estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm suporte fiscal da Lei Federal de Incentivo à Cultura e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.sustenidos.org.br/pessoa-fisica/