Institucional 6
Institucional 5
Institucional 4
Institucional 3
Institucional 2
Banner Institucional 1

Bibi Ferreira, ícone do teatro brasileiro, morre aos 96 anos no Rio

Atriz e cantora era filha de Procópio Ferreira e somou 77 anos de carreira

Bibi Ferreira, ícone do teatro brasileiro, morre aos 96 anos no Rio

13/02/2019

A atriz e cantora Bibi Ferreira, diva de vários musicais brasileiros e considerada a “primeira-dama” do teatro nacional, morreu no início desta tarde, aos 96 anos, em seu apartamento no Rio de Janeiro.

Bibi havia anunciado seu afastamento dos palcos em setembro de 2018, após três internações consecutivas. Na época, publicou em rede social: “Nunca pensei em parar. Essa palavra nunca fez parte do meu vocabulário, mas entender a vida é ser inteligente. Fui muito feliz com minha carreira. Me orgulho muito de tudo que fiz. Obrigada a todos que de alguma forma estiveram comigo, a todos que me assistiram, a todos que me acompanharam por anos e anos. Muito obrigada! Bibi”.

Segundo a imprensa local, Bibi morreu no início desta quarta-feira em seu apartamento no Flamengo, Zona Sul da capital carioca. Ela teria acordado e pedido um copo de água. A enfermeira que a acompanhava percebeu que seu batimento cardíaco estava fraco e chamou um médico, mas não houve tempo para chegarem ao hospital. Para a filha, Tina Ferreira, a mãe morreu dormindo.

Arte em família

Abigail Izquiedo Ferreira nasceu em 1º de julho de 1922, filha do ator Procópio Ferreira – um  dos maiores nomes das artes cênicas do Brasil, escolhido para dar nome ao Teatro Procópio Ferreira do Conservatório de Tatuí – e da bailarina espanhola Aída Izquiedo. Ganhou o apelido de Bibi ainda na infância.

Conta-se que “estreou” com apenas 20 dias de vida, na encenação de “Manhãs de sol”, de Oduvaldo Vianna. Sua madrinha Abigail Maia faria uma cena com uma boneca nos braços, mas a boneca desapareceu algumas horas antes do espetáculo e quem apareceu no colo da atriz foi Bibi.

Passou pelo colo de Carmem Miranda, recebeu dicas de canto de Noel Rosa, estudou teatro em Londres. Sem nunca abandonar o teatro, atuou também em diversos filmes, apresentou programas de TV, gravou discos e dirigiu shows.

Um dos grandes destaques de sua carreira foi no papel da francesa Edit Piaf, que lhe rendeu grandes prêmios, incluindo Molière, Mambembe, Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), Governador do Estado e Pirandello. Sua interpretação foi considerada tão perfeita e cuidadosa que impressionou até mesmo aqueles que conheceram Piaf pessoalmente.

Inaugurou a TV Excelsior em 1960 com o programa ao vivo “Brasil 60”. Mais tarde apresentaria, na mesma emissora, “Bibi sempre aos domingos”. Em 1968, estrelou o musical “Bibi ao vivo”. Diva dos musicais, atuou em “Minha Querida Dama” (My fair lady), de Frederich Loewe e Alan Jay Lerner, adaptação de “Pigmaleão” (George Bernard Shaw), ao lado de Paulo Autran e Jayme Costa. Foi o principal nome em “O homem de La Mancha”, musical de Dale Wasserman dirigido por Flávio Rangel e com letras adaptadas para o português por Chico Buarque. E também recebeu o Molière em 1975 pela interpretação de Joana em ‘Gota d’Água”, de Paulo Pontes e Chico Buarque.

No início dos anos 2000, interpretou a fadista Amália Rodrigues no espetáculo “Bibi vive Amália”. Em seguida, apresentou “Bibi in concert” e “Bibi in concert pop” acompanhada de orquestra e coral, entre outros.

Entre seus últimos trabalhos, destacam-se “Bibi canta Sinatra”, espetáculo que a levou aos palcos de Nova York pela primeira vez aos 90 anos.  E “Por toda minha vida”, seu último espetáculo, gravado no Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro – primeiro show em que precisou cantar sentada, por consequência da idade.

Bibi sempre teve uma vida reservada e passou os últimos meses em seu apartamento, longe até mesmo das redes sociais. Deixa apenas uma filha, Tereza Cristina.
(Com informações dos portais G1 e UOL)

bibi ferreira

Bibi Ferreira durante entrevista com Roberto D’avila (Foto: Tata Barreto/Globo)

bibipai

Bibi Ferreira com o pai, Procópio ferreira, em 1978 (Foto: TV Globo)


Agência Digimeta